Início

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Skater Boy - Capítulo 5


Justin desceu as escadas correndo, procurando por apoio na sala, enquanto eu estava pronta para jogar a minha mala na cara de pau dele. Como ele é capaz de ir estragar meu final de semana perfeito? E como mamãe foi capaz de dar ideia pra ele fazer isso? Cretinos!

- CALMA! -Harry entrou no meio, me segurando.
- ME SOLTA! QUERO QUEBRAR A CARA DELE!
- PARA DE SER CRIANÇA, DEMETRIA! -Justin deu um sorriso de superioridade. Ah como eu queria esfregar a cara dele no asfalto quente.
- Demi, deixa o Justin quieto. O que ele fez para você? -Jenn abraçou ele, que estremeceu ao toque dela. Obrigada, Jenn. Talvez você tenha me dado uma grande ideia.
- O infeliz irá para Newport com a gente, e levará os amiguinhos dele -de relance, enxerguei o sorriso de Selena e Miley. Sério mesmo que elas achavam eles tão gatos assim? Prefiro mil vezes o Nick do que o irmão babaca dele- Harry, nosso carro está cheio, certo? -ele balançou a cabeça em um sim- E para ficar mais espaçoso alguém precisa ir no carro de Justin... -sorri para o panaca- Tenho uma grande ideia. Jenn, porque você não vai no carro dele? Junto com Joe e Zac...
- Aceito -ela abriu um largo sorriso que por pouco não explodia a cara dela.
- Demi...
- Divirta-se, maninho -pegando minha mala, chamei as meninas para irmos para o carro de Harry. Deixando para trás um Justin sem reação. Nessa corrida da vida, ele já deveria saber que eu sempre ganho.

As meninas queriam arrumar as malas no porta malas, mas eu simplesmente joguei tudo e fiz com que elas entrassem no carro de qualquer jeito. Não iria me encontrar com o Joe antes mesmo de chegar em Newport, me recusava sair de Nova York já puta da vida com aquele babaca. Miley riu do meu desespero, e Harry, depois de chantageá-lo falando que os amigos do nosso irmão estavam querendo algo a mais comigo, saiu em disparada para rodovia. Ainda não sabia porque mamãe inventou de engravidar de Justin. Harry e eu somos uma dupla excelente.

- Sabe de uma coisa? Se tivermos que dividir a casa que a gente alugou com os skatistas... eu não me importarei -Miley sorriu. Talvez pensando em como iria seduzir Zac no meio da noite. Fiz uma careta para aquele sorriso malicioso que contagiou Selena também.
- Eles são tão gatos assim? -Ashley perguntou. Desviando o foco do livro da Marian Keyes que ela estava relendo pela nona vez. Não entendia como ela não sentia enjoo ao ler no carro.
- São -Selena deu uma piscadela- Mas Demi diz que são babacas... Veremos.

Bufei e rolei os olhos. Nunca tinha odiado alguém à primeira vista. Amado à primeira vista? Sim, já me apaixonei algumas vezes por garotos que tinha acabado de conhecer no meio da fila em uma cafeteria indie perdida, morenos, altos e com livros de medicina em suas mãos fortes. Mas Joe foi o meu primeiro ódio súbito, e havia vários motivos para isso. Moleque sem escrúpulos.
Jenn mandou uma mensagem no grupo, falando o quanto era bom estar viajando com "o fofuxo dela", mas que os meninos eram chatinhos mesmo. Chatinhos? É pouco para descrever o nível de escrotice, querida. Ela também descobriu que eles vão ficar na casa que nós alugamos, dei um pequeno piti no momento em que li. Ashley tentou me consolar me dando uma barra de chocolate que já tinha derretido. Selena riu. Miley fez graça da situação.
Paramos em um posto de gasolina no meio do caminho. Ashley e eu decidimos comprar algumas garrafas de água e salgadinho, enquanto Harry, Selena e Miley foram ao banheiro. Enquanto decidia entre Doritos e Ruffles, nem percebi que Justin tinha parado no posto também.

- Como vai, Lovato? -Joe apareceu ao meu lado, segurando algumas latas de cerveja. Não deu para disfarçar a cara de nojo que eu fiz.
- Estava indo tudo tão bem... antes de você -revirei os olhos. Ele continuou me olhando com um sorriso cínico.
- Porque, lindinha? Teremos um excelente fim de semana pela frente -ele deu uma piscadela e me deu as costas. Indo atrás do Zac.

QUE. GAROTO. RIDÍCULO.

- Calma -Ash pegou o Doritos da prateleira- Leva esse. E pare de ficar bufando, você fica tendo ódio gratuito aí pelas pessoas. Isso faz mal. Até porque o garoto nem fez nada.

Ódio gratuito? Nem fez nada? Coloquem uma áurea na cabeça de Joseph Jonas agora então! Mas não vai ficar assim. Ele com esse sorriso ridiculamente cínico, achando que esse final de semana será maravilhoso... farei dele um inferno.

3 comentários:

  1. Eita kkkk...quero só ver o que vai acontecer nessa viagem....
    Está tudo lindo
    Posta logooo
    Beijos

    ResponderExcluir